Lua Nova, Novos Começos, Nova Kriya e Meditação

Sat Nam!

A Lua Nova é ideal para iniciar novos projectos. Desde que me mudei, entre arrumações e gripes, ainda não tinha de forma assídua praticado yoga. Assim, a passada Lua Nova foi o momento indicado para começar a minha sadhana pessoal que farei por 40 dias (sobre o porquê dos 40 dias ler o texto da minha querida Irmã no Divino Har Rai Kaur sobre a prática dos 40 dias, em espanhol)

Começar tudo de novo num novo sítio é algo que pode ser abrumador. Apesar de ter voltado para a minha cidade natal, esta não é mesma que deixei faz 13 anos. E o facto de ter a família tão perto depois de tantos anos  é tão precioso quanto intimidante. Há demasiadas expectativas e muita necessidade de voltar a compreender e aceitar o ritmo e a forma de ser e fazer do outro.

Por isso escolhi a Nabhi Kriya. Uma kriya que trabalha directamente com a  energia do 3º chakra – manipura -, o nosso centro energético, da nossa força de vontade. É uma forma de resgatar o nosso poder pessoal, orientar e focar intenções pelo poder da acção. É a vontade do Guerreiro Espiritual. Lembro-me de o fazer por 15 dias no Teacher’s Training e é absurdamente transformador! E parece apropriado para o momento, não? Uma Nabhi Kriya ao acordar e depois tomar um sumo verde de pequeno-almoço, é pica garantida para o dia inteiro. Garanto-vos!

nabhi kriya

Como meditação escolhi  a Meditação para a Depressão Fria. Yogi Bhajan fala da depressão fria como o estado de vazio e confusão gerado pela mudança dos tempos, por este ritmo frenético do mundo em que vivemos. É aquela sensação de estar triste e desmotivado, mas sem saber o porquê. Yogi Ji alertava para o facto de. cada vez mais nesta entrada na Era de Aquário, poderíamos observar esta “epidemia” e brindou-nos com esta meditação! Ela permite-nos encontrar as bolhas de conflito interno, abri-las e transformar esta energia armazenada em êxtase e intuição.

Meditação para nos libertarmos da Depressão Fria

(Palestra de Yogi Bhajan, 17/10/2000

Postura: Postura fácil com a coluna recta.

Mudra: Interlaçar os dedos, de forma a que a ponta dos dedos façam pressão nos espaços entre os nós dos dedos da mão contrária. Os dedos índices estão esticados, apontando para cima. Os polegares cruzados. As mãos estão ao nível do chakra do coração.

Foco: Olhos abertos focados na ponta do nariz.

Mantra: WAHE GURU, WAHE GURU, WAHE GURU, WAHE JIO. Cantar desde o ponto do umbigo. Na silaba WA focar no ponto do umbigo, em HE focar no peito e em GURU ou JIO nos lábios.  (A música recomendada consta no album Raga Sadhana de Sangeet Kaur, podem comprar aqui e aqui ou ouvir online na Sikhnet).

Tempo: 3m, a construir até 31 minutos (eu prefiri começar com os 11m, mas é preferivel começar com pouco tempo e ir aumentando, sendo constante, do que começar nos 31m, reduzir, aumentar, porque hoje não apetece ou não tenho tanto tempo… estão a ver?!?).

Terminar: Inspirar e suster. Ouvir o som do mantra. Expirar. Inspirar, suster e devolver toda a depressão fria a Deus. Expirar. Inspirar, suster e sentir a preciosidade da vida. Deixa ir a depressão fria pela tua expiração. Relaxa.

Para mais informações sobre a Depressão Fria consultar Guru Ram Das Center.

E não perder este video do Hari Bhajan Singh (Catalyst Yogi).

Já sabem que se quiserem praticar em casa, lembrem-se de sintonizar com o mantra ONG NAMO GURU DEV NAMO (3x) e de finalizar a vossa prática com 3 longos SAT NAM.

Um dia feliz!

Deixe um comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s