A poça

Lembram-se de vos falar na dita poça de água na qual o Ki passa quase todo o seu tempo a brincar?

Nestes cerca de 4 meses que aqui vivemos, esta poça faz as delícias do pequenote. Fazemos um apanhado?

Venham daí!

imbolc13 129

piscina2 009

piscina2 018

piscina2 033comidas 245

comidas 298

comidas 325

comidas 360

comidas 475

comidas 576

comidas 823

comidas 826

E assim é como ele me chega a casa:

pós-imbolc 107

piscina2 055

comidas 458

comidas 863

São ou não são as crianças obcecadas por poças de água? É ou não é esta mamã obcecada em tirar fotos enquanto esta criatura pequena curte com tremendo prazer esta dita poça de água? É que ele curte mesmo!

Muita roupa suja? Sim, é verdade! Devia ele beber aquela água? Não, provavelmente não devia!

Mas ele curte tanto!

{ gratidão }

{ pequenas grandes gratidões às 2ºfeiras }

gratidao

Hoje estou grata por:

:: o Universo me ensinar, de uma forma tão simples, o desapego! Lembram-se dos ovos que me gabava de manter intactos por vários anos? Pois, bastou um gato ficar fechado um dia inteiro em casa (quando está habituado a vir apenas dormir) para desastres acontecerem! Bom, digamos que os passarinhos já nasceram! Vêem?!? 

:: tudo quanto o Universo me oferece! É realmente verdade, que este providencia tudo quanto necessitamos. Mesmo quando achamos que precisamos doutra coisa qualquer! Não vos aconteceu já?

:: dias mais ensolarados em que pude estrear a minha bicicleta! Aaah,  respirar ar fresco, o vento nos cabelos, roupa cheia de lama e rabo dorido. Como sentia falta disto!

:: dias mais quentes em que a vontade de comida viva surge renovada. Venham daí esses sumos verdes! O da foto é 1/4 de melão, 2 bananas, 1 punhado de espinafres, umas folhinhas hortelã-pimenta e 1 cc de espirulina. Os bigodes, também!

:: dias mais longos. Sabe bem acordar já de dia (uma vez que acordo muito cedo) e sabe bem desfrutar dos longos entardeceres no quintal enquanto o Ki chapinha no que esta mamã espera ser a última poça de água desta temporada (hmmm, este vai merecer um post à parte… hmmm, sim!).

:: momentos tranquilos de meditação. Sentada lá fora, ao fim da tarde, enquanto o pequenino apanha flores para oferecer às fadas do fogo.  Não tenho palavras para descrever a experiência de recitar o Shabd Guru. Surpreende-me de cada vez que medito com qualquer Shabad, o quão poderosa a experiência pode ser, o quão transformadora! “Eles [os Shabads] despertam a alma, limpam a mente, e não dependem de nenhuma entidade finita, ego, ou grupo. Não há nada tão efectivo e universal como estes padrões para programar o alinhamento entre a consciência e a alma.” E por tudo  isso estou tão grata!

E vocês, que agradecem hoje?

:: inspirado em Snatam Kaur’s Gratitude Monday no Spirit Voyage:: 

 

Hmm…

Sat Nam!

Não, não estou doente! *Wahe Guru!* Não, não fui de férias! *I wish* E não, não me esqueci deste meu cantinho!

Pois, parece que assim sem me dar conta fiquei tão enleada nos acontecimentos desta última semana que esta passou a correr sem um único post. Repararam? Foram coisas boas e algumas celebrações!

Cá nos encontraremos na 2ªfeira para uma(s) { Gratidão }!!!

Deixo-vos entretanto com Bebe e Los Delincuentes! Música que sabe a dias quentes, espíritos irreverentes e corações cheios de coragem em busca de um novo amanhã. :: Después ::

Panqueca Vegan

Não há nada como comer panquecas a um Domingo! Ou não fosse o Domingo o Dia do Sol!

Uma das recordações mais queridas que tenho dos tempos em que vivi na Holanda são os fantásticos crepes que a minha querida amiga e companheira de casa fazia. Sol dentro de casa quando lá fora o dia era cinzento, cinzento, acompanhados de boa disposição e appelmoes. Hummm!

Ando sempre na tentativa de “veganizar” receitas de panquecas. Isto porque ainda não havia encontrado uma receita vegan que funcionasse. Pois, acho que encontrei. Pelo menos não tive que andar a raspar furiosamente uma frigideira dos restos frustrados de panquecas coladas, e foi aprovada por mim e pelo meu fiel ajudante-chef Ki.

panqueca vegan1panqueca vegan2

panqueca vegan3

panqueca vegan4

Panqueca Vegan de Trigo Integral

2 3/4 x farinha trigo integral

2 cs fermento (tipo pó royal)

1/4 cc sal marinho

2 cs óleo de girassol

2 1/2 x leite de amêndoas natural

1. Misturar farinha, fermento e sal numa tigela grande.

2. Juntar óleo e leite, mexendo bem.

3. Olear uma frigideira aquecida e colocar cerca de 1/2 x de massa na frigideira e cozinhar até a massa fazer bolhinhas.

4. Virar e deixar dourar o outro lado.

5. Servir, comer e sorrir!

A autora da receita sugere servir a panqueca com margarina ou com xarope de ácer com canela. Nós comemos com os suspeitos do costume: óleo de coco, mel ou agave, e canela.

Esta receita dá para muito mais que as 6 panquecas que ela indica, tanto que as panquecas eram tão grandes que preferi enrolá-las, pelo que guardei metade da massa das panquecas para a manhã seguinte.

panqueca vegan5

panqueca vegan6

Bom Domingo!

Um detergente para roupa caseiro e amigo do ambiente!

Faz muitos anos, quando comecei a trabalhar com sabão artesanal, fiz algumas experiências de detergentes para roupa, com método a frio. Mas nenhuma me satisfez, não tanto na sua eficácia na roupa, mas essencialmente por nunca ter conseguido a consistência desejada. Utilizei também nozes de saponária, ecoballs e afins. Mas, como uso e trabalho com óleos, necessito algo realmente eficaz e que me lave a roupa, tirando essa gordura especialmente das toalhas. Simplesmente deixei  o assunto para trás e usava detergentes ecológicos (quando os podia pagar) ou detergente normal *whispash* (eu… auto-flagelando-me…).

Sou apologista de não comprar o que posso fazer eu mesma. Além de que a maior parte das marcas de detergentes à venda no mercado faz testes em animais. E acredito com todas as células do meu corpo que todos nós somos responsáveis pela Mãe Terra e precisamos de começar a pensar seriamente nas consequências da negligência com que vivemos nesta “casa” que é de todos. Já era, pois, hora de arregaçar mangas e resolver esta questão pendente do detergente para roupa!

Pesquisando na internet encontramos uma infinidade de receitas, mas eu optei por uma que incluísse bicarbonato de sódio por ser tão eficiente na eliminação de odores na roupa e pelas suas propriedades branqueadoras, especialmente conjugado com o borato de sódio e o carbonato de sódio. Usei sabão para roupa de compra pois de momento não tenho sabão feito por mim (um sabão de castilla com óleo reciclado seria perfeito para esta receita!).

detergente 151

Detergente para a Roupa (x = xícara) —  usar 1/2 x por lavagem

77,5gr sabão ralado
1/2 x bórax (borato de sódio)
1/4 x carbonato de sódio
1/4 x bicarbonato de sódio

1. Aquecer 3 x de água e juntar o sabão ralado até este derreter.

detergente 159
2. Depois de derretido, juntar o bórax, carbonato e bicarbonato, mexendo SEMPRE até dissolver.

detergente 164

detergente 174
3. Juntar 500ml de água quente à mistura e mexer bem. Retirar do lume.

detergente 195
4. Colocar 2 litros e 800 ml de água fria num garrafão, juntar a mistura e agitar. Deixar arrefecer e ir agitando nas horas seguintes, pois irá separar-se à medida que vai gelificando.

detergente roupa

O detergente vai sempre separar-se um pouco, pelo que agitem antes de usar.

detergente roupa2

Esta receita deu-me para cerca de 4,5 litros de detergente. E querem saber quanto custou este detergente para roupa caseiro e amigo do ambiente?

sabão – 0,45€

carbonato – 0,13€

bicarbonato – 0,19€

bórax – 1,38€

TOTAL – 2,15€ por quase 5 l de detergente, sendo que cada lavagem fica em cerca de 0,05€.

E viram o fácil que é fazê-lo?

Como amaciador uso 1/2 x de vinagre de vinho branco por lavagem, colocado no compartimento do amaciador. E não, a roupa não fica a cheirar a vinagre depois de seca! E fica mesmo suave! Quem diria, não é?