Escuto

escuto1

Escuto mas não sei

Se o que oiço é silêncio

Ou Deus

 

Escuto sem saber se estou ouvindo

O ressoar das planícies do vazio

Ou a consciência atenta

Que nos confins do universo

Me decifra e fita

 

Apenas sei que caminho como quem

É olhado amado e conhecido

E por isso em cada gesto ponho

Solenidade e risco

 

Sophia de Mello Breyner Andresen

em “Geografia”